Vagas para (10) Coordenadores Provinciais de Mobilização Comunitária

Vagas para (10) Coordenadores Provinciais de Mobilização Comunitária
Vagas para (10) Coordenadores Provinciais de Mobilização Comunitária

20 Dezembro, 2019

RECEBA VAGAS NO SEU EMAIL:

Informamos que todas as oportunidades de emprego publicadas no site VAGAS.INFROMOZ, sem excepção, não implicam qualquer custo para os candidatos

O ICAP-Moçambique, Organização não- governamental que apoia na implementação do Plano Estratégico Nacional para combate às ITS/HIV/SIDA em Moçambique em parceria com o Ministério da Saúde pretende recrutar para o seu quadro de pessoal dez (10) Coordenadores Provinciais de Mobilização Comunitária para o INSIDA.

Resumo da Posição

O Coordenador de Mobilização Comunitária (CMC) irá liderar, supervisionar e coordenar as actividades de mobilização comunitária no âmbito do Inquérito Nacional Sobre o Impacto do HIV e SIDA em Moçambique (INSIDA 2020), na Província onde for contratado. O CMC deverá trabalhar em estreita colaboração e comunicação com os líderes das equipas de recolha de dados, mobilizadores comunitários (CM), outros membros da equipe de recolha de de dados, assim como o Coordenador Nacional de Mobilização Comunitária e sua equipa central.

Responsabilidades

  • Coordenar a implementação da estratégia de comunicação e mobilização comunitária do INSIDA 2020,
    promovendo maior participação das comunidades no inquérito;
  • Identificar e entrar em contacto com a liderança distrital ou local, para obter ajuda na selecção de indivíduos
    que serão mobilizadores comunitários (MC) em cada área de enumeração (AE);
  • Treinar e supervisionar as actividades dos MC em cada AE, garantindo o cumprimento dos procedimentos
    recomendados para actividades de mobilização no âmbito do INSIDA 2020;
  • Apoiar os CM na planificação dos seus cronogramas de trabalho, para garantir uma maior e melhor cobertura
    das AE;
  • Identificar os líderes comunitários que devem ser abordados como parte dos procedimentos de entrada na
    comunidade;
  • Identificar e agendar locais como estações de rádio, estruturas tradicionais ou religiosas, para mobilização
    da comunidade;
  • Articular e trabalhar em estreita colaboração com pessoas ou grupos influentes na comunidade (líderes
    tradicionais e religiosos, professores, comerciantes, etc), para maior aceitabilidade na comunidade;
  • Realizar actividades de divulgação local para incentivar a participação no inquérito e prevenir desinformação
    nas comunidade;
  • Em coordenação com os líderes das equipas de recolha de dados, agendar reuniões de entrada das equipas na
    comunidade, com os líderes locais e, garantir a implementação de procedimentos de entrada na comunidade, por estes;
  • Supervisionar os procedimentos e actividades de mobilização comunitária antes das equipas de recolha de
    dados entrarem nas áreas de enumeração (AE), durante a fase de colheita de dados e depois das equipas
    sairem das AE;
  • Elaborar relatórios de progresso e outra documentação inerente ao inquérito que possa se julgar necessária
    ao nível da província;
  • Deslocações frequentes para as áreas de enumeração seleccionadas na Província onde concorre. As viagens
    irão compor pelo menos 75% do tempo do Contrato.

Requisitos

  • Mínimo de qualificação e experiência;
  • Mínimo de Licenciatura em Ciências Sociais ou áreas afins;
  • Pelo menos três (3) anos de experiência em mobilização comunitária e/ou desenvolvimento comunitário;
  • Experiência de trabalho em actividades comunitárias no âmbito do HIV & SIDA;
  • Proficiência em pelo menos dois idiomas locais da província em que concorre;
  • Conhecimento do contexto e culturas da província em que concorre;
  • Fortes habilidades interpessoais e de comunicação (escrita e fala) em Português, bem como idiomas locais da
    respectiva província;
  • Capacidade de resolver problemas e trabalhar como membro da equipa com habilidades de liderança para
    treinar outras pessoas;
  • Capacidade de trabalhar e se comunicar efectivamente com os membros da equipa;
  • Capacidade de funcionar de forma independente, orientada para resultados;
  • O contrato terá a duração de 5 meses, não renovável;
  • Habilidades de comunicação em língua Inglesa é uma vantagem.

Exigências

  • Carta de Candidatura;
  • Curriculum Vitae detalhado.

Nota: Indique no assunto: “Coordenador de Mobilização Comunitária para o INSIDA-Projecto PHIA em Moçambique (Indicando a Província)”.

Processo de Candidatura

Os interessados que reúnam os requisitos acima transcritos devem submeter a sua candidatura, com “Curriculum Vitae” detalhado, por email com o assunto: Coordenadores Provinciais de Mobilização Comunitária em Moçambique, para o seguinte e-mail: ICAP-Jobs-Mozambique@cumc.columbia.eduaté ao dia 10 de Janeiro de 2019. Só os que reunirem os requisitos serão contactados

DISCRICAO
VAGAS NÃO SE PAGA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *