Vaga para Consultor de gênero

Vaga para Consultor de gênero
Vaga para Consultor de gênero

20 Março, 2020

RECEBA VAGAS NO SEU EMAIL:

Informamos que todas as oportunidades de emprego publicadas no site VAGAS.INFROMOZ, sem excepção, não implicam qualquer custo para os candidatos

A ADPP em colaboração com a Aliança Global para Nutrição Melhorada (GAIN), Universidade Lúrio (UniLúrio), Associação h2n e Viamo está implementando na Província de Nampula, um projecto financiado pela USAID, denominado “TRANSFORM NUTRITION” (TN), e para o efeito pretende recrutar um Consultor para realizar análise de gênero nos distritos de cobertura do projecto.

O TN pretende capacitar as comunidades e o Governo de Moçambique para melhorar o estado nutricional de mulheres grávidas e lactantes, raparigas adolescentes e crianças menores de dois anos de idade em 12 distritos da Província de Nampula (Angoche, Lalaua, Larde, Meconta, Mecuburi, Memba, Mongicual, Mogovolas, Mossuril, Murrupula, Nacala Porto e Rapale), compreendendo 80% da população-alvo. Os principais resultados/impactos da TN incluem:

  • Melhorar a capacidade da comunidade e autoconfiança para melhorar a Nutrição, Saneamento e Higiene;
  • Membros da comunidade com escolhas alimentares mais saudáveis para si e seus filhos;
  • Melhorar as práticas alimentares para o bom estado nutricional das comunidades;
  • Melhorar o acesso, cobertura e qualidade das intervenções de nutrição disponibilizados nas comunidades e nas unidades sanitárias.

O TN prevê um futuro em que todas as pessoas em Nampula tenham poderes para garantir a sua própria segurança alimentar e nutricional usando uma abordagem holística que consiste na interacção complexa entre alimentos, saúde, S&H e sistemas de educação, com intuíto de promover um impacto positivo e combinado na nutrição e na saúde das pessoas.

Através desta abordagem, usando e melhorando o desempenho dos sistemas governamentais, trabalhará com as estruturas da comunidade, entre elas, os Agentes Polivalentes Elementares (APEs)s, Promotores de Saúde (PS) e Voluntários, concentrando-se numa estratégia abrangente de mudança de comportamento, que inclui a compreensão dos factores que orientam os comportamentos, bem como o papel dos agentes influenciadores na formação desses comportamentos individuais, e construção de intervenções que abordam directamente esses factores.

Sobre Género

Na cultura Emakua a mulher dentro de casa é conhecida como a cuidadora/animadora dependente e o papel do homem como provedor independente, aquele que move e controla a economia familiar e suas decisões. Qualquer coisa que possa ser percebida como ameaça à esses valores não deve ser priorizada se não descartada em particular ou em conjunto. Este sistema de valores resultou em uma diferença de gênero, o que faz com que as mulheres, raparigas e crianças sejam os grupos mais vulneráveis, indo desde o risco elevado de violência física, sexual e de gênero, exploração e abuso sexual, casamentos precoces, mobilidade restrita (que se traduz em acesso limitado à educação, aos cuidados de saúde e a outros serviços básicos). Todos estes são factores que podem ter um efeito profundo na forma como os produtos alimentares, a alimentação familiar, cuidados de saúde, a educação entre outros são decididos com base no gênero.

A situação de desnutrição na província de Nampula é assustador, a maior e mais densamente povoada província de Moçambique, onde 55% das crianças abaixo de 5 anos sofrem de desnutrição crônica (contra 43% em todo o país) e 6,5% sofrem de desnutrição aguda (5,9% em todo o país), 51% das Raparigas Adolescentes e Mulheres Grávidas e Lactantes são anémicas, as taxas de casamento e gravidez precoces estão entre as mais altas do país, e as mulheres e raparigas enfrentam uma exclusão socioeconómica extrema. Como se pode depreender, estes grupos alvos do projecto, sofrem os efeitos diários da desigualdade de gênero, o que pode prejudicar significativamente a aprendizagem, o comportamento e a saúde durante toda a vida. Pesquisas mostram que podemos reverter ou reduzir esses efeitos negativos, atacando de forma criteriosa e persistente os valores prejudiciais através de estratégias diversas que permitam com que as mudanças sejam estimuladas e venham de dentro das mesmas comunidades.

Como referido, o “Transform Nutrition” está iniciando uma intervenção que dará apoio às mulheres grávidas e lactantes, raparigas adolescentes e crianças abaixo de 2 anos, para a melhoria do seu estado nutricional de forma sustentável. No entanto, para assegurar uma prestação de serviços equitativa, devemos ter em consideração uma série de factores socioculturais ao longo de todo o ciclo de vida do projecto. As dinâmicas de gênero são um dos factores socioculturais mais pronunciados que determinam a capacidade de uma população de aceder e se beneficiar dos serviços disponíveis e daí a razão deste estudo.

Âmbito e Objectivos

É necessária uma compreensão profunda dos desafios e oportunidades específicos que as mulheres/raparigas e homens/rapazes enfrentam para que o Transform Nutrition possa oferecer serviços que sejam inclusivos e igualmente acessíveis, relevantes e impactantes para homens e mulheres.

O consultor deverá identificar:

  • Diferenças sócio-culturais gerais nas condições, necessidades, taxas de participação, acesso a recursos e desenvolvimento, controle de ativos, poder de decisão, etc. entre raparigas/mulheres e rapazes/mulheres em seus papéis de gênero atribuídos nas suas diversas actividades;
  • Diferenças específicas nas percepções, atitudes e práticas em relação à alimentação e desenvolvimento da primeira infância para meninos e meninas, raparigas e rapazes e homens e mulheres;
  • Diferenças específicas no acesso à oportunidades de desenvolvimento na primeira infância para meninos e meninas, raparigas e rapazes e homens e mulheres;
  • Papéis de homens e mulheres, e outros influenciadores na alimentação das famílias e comunidades;

As questões que a análise procurará responder são resumidamente as seguintes:

  • Quais são as diferenças e características da vida de mulheres/raparigas e homens/rapazes?
  • Como estas podem influenciar no que o projecto pretende realizar?
  • Como abordar as disparidades de gênero nas acções de promoção da nutrição ao nível comunitário na província de Nampula?

Serviços solicitados e produtos a serem entregues à “Transform Nutrition”:

O produto final será um documento analítico baseado em revisão bibliográfica qualitativa e quantitativa na província de Nampula e em rápida pesquisa/análise de campo. Os resultados específicos esperados do consultor incluem:

  • Metodologia de avaliação para o projecto;
  • Desenvolver ferramentas/instrumentos de avaliação (quantitativos e qualitativos);
  • Desenvolver plano de avaliação incluindo cronogramas;
  • Conduzir entrevistas com informadores chave da equipe do projecto, membros do consórcio, e partes interessadas (ex. DPS, MISAU, outras ONG’s que trabalham na área, entre outros);
  • Analisar os dados recolhidos pelo(a) consultor(a);
  • Identificar tópicos ou áreas de conteúdo relacionados com as disparidades de género que devem ser abordados nos nossos conteúdos impressos (ex. metodologia de implementação do projecto, manuais, panfletos, metodologia EmoDemos e Heroínas) e de media (ex. rádios comunitárias) como parte de um projecto de promoção da nutrição ao nível da província de Nampula.
  • Rever os conteúdos existentes; avaliar se eles estão abordando ou potencialmente/ não intencionalmente gerando mais disparidades;
  • Elaborar um rascunho de relatório de análise a ser partilhado e discutido com Transform Nutrition;
  • Elaborar relatório de análise baseado nos feedbacks do Transform Nutrition (TN);
  • Elaborar relatório de análise final com recomendações para o desenho do projecto.

Competências e condições do consultor(a)

  • Nível de Licenciatura em um dos campos relacionados, níveis de Mestrado e/ou Doutorado serão uma grande vantagem;
  • Mais de 5 anos de experiência de trabalho relacionado;
  • Experiência em liderar uma equipe de pesquisa (ex. uso de equipas do TN no terreno);
  • Experiência comprovada no desenvolvimento de pesquisas sobre dinâmicas de gênero;
  • Experiência em desenho de pesquisas rápidas: incluindo desenho da amostra, desenho de métodos mistos, análise de dados e desenvolvimento de ferramentas/instrumentos;
  • Experiência de trabalho com mulheres grávidas e lactantes, raparigas adolescentes e crianças menores de 2 anos;
  • Experiência de trabalho na área de nutrição, saúde pública e afins.

Como se candidatar

Os interessados deverão enviar os “Curriculum Vitae” para o e-mail: adpp.recrutamento@adpp-mozambique.org indicando o Assunto e a VAGA para a qual se candidatam.

Notas:

Na sua candidatura deverá estar inclusa a planilha de custo de consultoria, como também os custos de viagem de Nampula ou para Nampula, caso não seja residente desta cidade. Todos os custos de viagem às comunidades serão cobertos pelo projecto e dentro das normas e procedimentos do TN-ADPP.

Serão apenas contactados os potenciais candidatos para as entrevistas.

DISCRICAO
VAGAS NÃO SE PAGA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *