Vaga para Técnica(o) de Mobilização Comunitária

Vaga para Técnica(o) de Mobilização Comunitária
Vaga para Técnica(o) de Mobilização Comunitária

3 Novembro, 2021

RECEBA VAGAS NO SEU EMAIL:

Informamos que todas as oportunidades de emprego publicadas no site VAGAS.INFROMOZ, sem excepção, não implicam qualquer custo para os candidatos

A CVM é uma organização humanitária que é parte l integrante do Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho. No seu trabalho é guiada pelos 7 princípios fundamentais do Movimento: Humanidade, Imparcialidade, Neutralidade, Independência, Voluntariado, Unicidade e Universalidade.

A sua missão é contribuir para a melhoria das condições de vida da população mais vulnerável, prevenindo e aliviando o sofrimento humano em todos os lugares, através de mobilização de recursos para a promoção da cultura de paz e não violência, solidariedade e inclusão social. Neste âmbito, pretende admitir para o seu quadro de pessoal, um(a) Técnica(o) de Mobilização Comunitária para Maputo.

Principais Responsabilidades:

A(o) Técnica(o) de Mobilização Comunitária será responsável por garantir a mobilização das comunidades-alvo da Cidade de Maputo para se engajar e participar activamente nos Projectos de Mercados e de Violência baseada no Género implementados pela Delegação Provincial da CVM Maputo Cidade em parceria com a Cruz Vermelha Espanhola.

Irá realizar as seguintes tarefas:

  • Mobilizar as comunidades para participar activamente nos Projectos de Mercados e de Violência baseada no Género em estreita colaboração com as Técnicas dos Projectos e voluntários;
  • ldentificar a população mais vulnerável nas comunidades dos distritos da cidade de Maputo para aderir ao projecto;
  • Preparar a lista dos beneficiários do projecto a todos níveis;
  • Criar comités locais, incentivaro trabalho em equipa no seio dos beneficiários do projecto;
  • Participar na recolha e compilação de dados e elaborar relatórios de actividades dentro dos prazos estabelecidos.
  • Participar na elaboração de estudos de base, conhecimentos, atitudes e práticas, avaliação do projecto;
  • Participar na organização de avaliações internas;
  • Apoiar aos Conselhos Executivos Distritais em situações de emergência e outras situações de emergência a nível distrital;
  • Apoiar aos Conselhos Executivos Distritais na monitoria da informação veiculada pelas instituições do (INGD e associações ligadas a área, etc.), órgãos de comunicação social e pela internet e partilhá-la com o pessoal da Delegação Provincial;
  • Apoiar aos Conselhos Executivos Distritais na elaboração de pareceres sobre as necessidades apresentadas pelo Distrito e participar no envio da retroinformação;
  • Apoiar na recolha de informações regulares sobre a evolução da situação junto aos Conselhos Executivos Distritaise outras instituições relevantes;
  • Zelar pelo aprovisionamento e distribuição de materiais de utilização de gestão de desastres, de acordo com as normas e planos aprovados, fazer a manutenção do stock adequado para a resposta aos desastres.
  • Participar em encontros de coordenação com o INAS, INGDe outros intervenientes a nível distrital.

Tarefas Comuns:

  • Apoiar aos Conselhos Executivos Distritais na gestão correcta dos Recursos Humanos, materiaise financeiros a ele adstritos de acordo com as normas e procedimentos da instituição;
  • Promover a imagem da CVM através da divulgação dos Princípios Fundamentais e actividades do Projecto;
  • Contribuir para o reforço e o desenvolvimento dos órgãos eleitos a nível distrital e provincial;
  • Fazer advocacia junto às instituições governamentais e não-governamentais ao nível distrital para a solução dos problemas das comunidades ou gruposS-alvo;
  • Assegurar uma boa ligação, coordenação e comunicação entre os Conselhos Executivos Distritais ea Delegação Provincial;
  • Tratar condignamente todos os utentes e beneficiários da instituição.

Requisitos:

  • Nível Médio de Educação Geral
  • Pelo menos 3 anos de experiência demonstrada de trabalho comunitário e em programas/projectos de promoção da lgualdade de género ou Saúde Pública em Moçambique (ou 1 ano de experiência se tem estudos universitários em Ciências Sociais, estudos em Desenvolvimento Social, Desenvolvimento Comunitário, ou áreas afins);
  • Experiência de gestão de projectos e elaboração de orçamentos;
  • Experiência de formação de formadores;
  • Experiência de trabalho com ONGs é uma vantagem.
  • Nacionalidade moçambicana.

Habilidades Requeridas:

  • Habilidades de elaborar planos de trabalho e relatórios;
  • Bom domínio da língua portuguesa e da língua local;
  • Noções da língua inglesa;
  • Conhecimentos de computador na óptica do utilizador principalmente no uso de lnternet, email, Windows, Excel;
  • Boas habilidades de dialogar, explicar e argumentar com diferentes públicos;
  • Capacidade de trabalhar em equipa.

Como se candidatar

Os(as) interessados(as) devem enviar o CV, Carta de motivação e pretensão salarial para os e-mails: rhf.cvm@redcross.org.mz e CVEMozambique.recruitment@gmail.com até ao dia 7 de Novembro 2021

Nota: Encoraja-se a candidatura de mulheres ao posto. Apenas os(as) candidatos (as) pré seleccionados(as) serão contactados(as).

DISCRICAO
VAGAS NÃO SE PAGA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *